Domingo, 30 de Novembro de 2008

A BONDADE MAL INTERPRETADA

 

A BONDADE MAL INTERPRETADA
I Cr 19:1-6
A história relatada neste capítulo de I Crónicas refere-se a um lamentável incidente diplomático que envolveu Davi e a casa real dos amonitas, representada pelo rei Hanum, sucessor de seu pai, Naás, que havia morrido.   Conforme lemos no primeiro verso, Davi mantivera boas relações diplomáticas com Naás e por isso sentiu-se na obrigação de expressar suas condolências ao novo rei. Davi não sabia das implicações que seu gesto de amizade lhe trariam.   Tal história é um alerta para nós, acerca de problemas a que estamos sujeitos em nossos relacionamentos.
I)                  A DESCENDENCIA DESTE POVO
 
a)                 Este povo, os amonitas, descendeu de Ló, sobrinho de Abraão.  De acordo com Gn 19:38, a filha mais nova de Ló gerou Bem-Ami, o pai dos amonitas. Portanto, era um povo aparentado dos israelitas, sendo que o próprio Deus instruiu Moisés a não praticar nenhuma hostilidade tanto para com os moabitas (também descendentes de Ló), quanto para com os amonitas: (Dt 2:17-19).
b)                 Posteriormente, o Senhor estabeleceu que nenhum amonita ou moabita, ou qualquer de seus descendentes poderia fazer parte da assembléia do Senhor, até a décima geração.  De acordo com Dt 23:3,4
c)                  A razão desta exclusão foi a atitude que estes povos tiveram quando seus “irmãos” israelitas quiseram passar por seus territórios, após o Êxodo, e também pela contratação do profeta Balaão com a finalidade de amaldiçoar a Israel. Nm. cap. 22-24
d)                  Isto é um alerta para todos nós, como o Deus Bondoso requer de nós bondade e como a falta de generosidade impede bênçãos. Rm 12:14; Mt 5:44; Lc 6:28; At 7:60
e)                   O Senhor Jesus declarou que até um copo de água fria dado a um de seus discípulos será levado em conta pelo Senhor (Mt 10:42).
 
II)               DAVID UM HOMEM DIPLOMATA E SENSIVEL I Cr 19:1-5
 
a)                 Pois o texto bíblico conta que Davi resolveu agir com bondade para com o novo rei amonita e mandou uma delegação para transmitir a Hanum seu pesar pela morte do pai (v. 1). 
b)                 Não há dúvida de que o gesto de Davi era totalmente nobre. Rm 12:15
c)                  O supremo exemplo, Cristo Jo 11:35; Gn 50:21; I Cr 7:22
d)                  A maneira como Hanum respondeu a acção de Davi nos alerta para o facto de que por vezes poderemos colher frutos semelhantes.  Quem sabe você acabe por até se identificar com Hanum, é bem possível que você, em algum momento de sua vida tenha agido de forma semelhante e que hoje seja tocado a rever seus actos e restaurar relacionamentos
 
III)             Conselhos ímpios, palavras diabólicas. I Cr 19:3-5
 
a)                 Humilhação, Co 15:33 Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes, hábitos, conselheiros da iniquidade, amonitas expressaram palavras cheias de maldade ao rei e contaminaram seu coração com relação a Davi: I Cr 19:3.
b)                 Há pessoas que enxergam tudo com maldade, É como se usassem um par de óculos infernais que lhes fazem entender tudo sob uma visão maliciosa. Sobre isto, Paulo escreveu a Tito: Tt 1:15,16. Desconheciam o verdadeiro carácter moral de Deus, a pureza interior e a justiça exterior de Deus, Paulo ressalta que se a pessoa é moralmente pura, todas as coisas são "puras". Mt 6:22,23
c)                  1.16 CONFESSAM... MAS NEGAM-NO. Uma das maiores abominações aos olhos de Deus é professar a fé em Cristo e na esperança da vida eterna (v. 2) e, ao mesmo tempo, viver em desobediência a Ele e à sua Palavra Lc 6.46; Jo 14.12; 15.10-14; I Jo 2.4
d)                 O que os conselheiros de Hanum fizeram foi semear contenda entre ele e Davi.  Este tipo de papel é apontado pelo Senhor como algo odiável e detestável: o semear discórdia entre irmãos (Pv 6:19).  No mesmo capítulo e Provérbios, há uma referência a este tipo de pessoa perversa: Pv 6:12-14.  Você não pode estar aberto a receber influência de pessoas assim! Mais do que isto, se recuse a ter qualquer semelhança com este tipo de gente. Até porque o verso seguinte descreve a desgraça que certamente vem como recompensa: Por isso a desgraça se abaterá repentinamente sobre ele; de um golpe será destruído, irremediavelmente. (Pv 6:15).
 
IV)            Recebendo o mal como paga a sua bondade.
 
a)                 De acordo com I Cr 19:4, o rei amonita tratou de “humilhar profundamente” a comitiva de Davi – e por conseguinte ao próprio rei de Israel: Zc 2:8 raspou-lhes a barba, cortou suas roupas, deixando-lhes as nádegas expostas e os expulsou. Como reagir diante de tanta afronta?   Pagando na mesma moeda?
b)                 A Palavra do Senhor nos ensina a não pagarmos o mal com mal – você sabe quanto isto é difícil! Por exemplo, em Romanos temos uma série de mandamentos com relação a não retribuir o mal: Rm 12:14-21.
c)                  Jesus o supremo conselheiro nos aconselha Mt 5:43,44
 
V)               Se em resposta ao seu bem, ele se faz seu inimigo... 
 
a)                 A narrativa bíblica sobre a ingratidão dos amonitas não para por aqui.  Hanum contratou mercenários que se aliaram a seu exército para atacar Israel: gastaram 35 toneladas de prata para ter tropas estrangeiras ao lado deles, sendo que somente de carros de guerra, eram trinta e dois mil! I Cr 19:6.
b)                 No verso 14, somos informados que tanto os amonitas como os arameus contratados, fugiram de Israel. Uma segunda investida ocorreu, tendo sido contratados outros soldados para enfrentarem Israel. Os versos 17-19 descrevem a vitória completa de Davi e de Israel frente a seus inimigos.  Agindo com bondade e confiança no Senhor, Deus sempre agirá em seu favor, como agiu em favor de Davi e de Israel.
c)                  Caso você tenha agido como os conselheiros de Hanum, proferindo palavras maliciosas, contaminando corações de irmãos e patrocinando guerras ao invés de ser pacificador, o Espírito Santo agirá em seu coração agora e o levará a quebrantar-se.   Hoje é um tempo de cura para você.   Quem sabe você se deixou levar e pagou a alguém com mal o bem que esta pessoa lhe fez. Pois hoje o Senhor o levará a restaurar seus relacionamentos.
CONCLUSÃO
I)                   A DESCENDENCIA DESTE POVO
II)                DAVID UM HOMEM DIPLOMATA E SENSIVEL I Cr 19:1-5
III)             Conselhos ímpios, palavras diabólicas. I Cr 19:3-5
IV)             Recebendo o mal como paga a sua bondade.
V)                Se em resposta ao seu bem, ele se faz seu inimigo...
APELO
PREZADO IRº E AMIGO, SE DEUS TEM FALADO CONSIGO, MUDE AS SUAS ATITUDES PARA COM O SEU SEMELHANTE.
DVA
 
 
 
publicado por PASTOR MATOS às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A PRÁTICA DO PERDÃO

. DIA FESTIVO

. Características do Cidadã...

. AS OITO BEM-AVENTURANÇAS

. EVIDÊNCIAS DA RESSURREIÇÃ...

. A CONFISSÃO DE PEDRO

. A IDOLATRIA

. O PERDÃO

. Coisas que Deus aborrece

. A BONDADE MAL INTERPRETAD...

.arquivos

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds