Domingo, 30 de Novembro de 2008

Coisas que Deus aborrece

que Deus aborrece

Provérbios 6:16-19 diz: "Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projectos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos."
Aborrecer quer dizer sentir horror alguma coisa. Abominar é detestar. Quando a Bíblia diz que Deus aborrece e abomina algumas coisas, devemos prestar atenção para evitar tais coisas em nossas vidas. Examinemos estas sete coisas que contradizem o santo carácter de Deus.
I) Olhos altivos
a)                 Olhos altivos são olhos elevados, altos, arrogantes, orgulhosos e presunçosos. Deus sempre condena a arrogância dos homens, pois ela contraria a sabedoria divina. Provérbios 8:12-13 diz: "Eu, a Sabedoria, habito com a prudência e disponho de conhecimentos e de conselhos. O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço."
b)                  Isaías 2:1-5 profetiza sobre o estabelecimento da montanha da casa do Senhor, uma profecia claramente messiânica. No mesmo capítulo, ele mostra que Cristo viria contra a soberba e a arrogância dos homens (Isaías 2:12-17).
c)                  Um dos alvos na vida cristã é vencer a altivez. Paulo escreveu: "Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão" (2 Coríntios 10:4-6).
d)                 Deus também aborrece os altivos. Tg 4:7; I Pe 5:5,6
II) Língua mentirosa
a)                 Nesta lista de sete coisas que Deus aborrece, três são pecados da língua. Deus odeia a mentira. O mentiroso será castigado por Deus (Salmo 7:12-16).
b)                 Os mentirosos não entrarão no céu. 21:8, aprende a falar a verdade e em conformidade com o que ouviste; Deus é testemunha entre mim e ti, para com a difamação e o desejo de denegrir a vida dos que Deus levanta e te ensinam o caminho da verdade.
c)                  Muitas pessoas confiam mais na mentira que se achando capazes de enganar o mundo e até o próprio Deus, a tua malícia te vai matar. Jr 2:19
d)                 Na sua arrogância, elas não confiam no Senhor (Salmo 40:4).
e)                  O servo de Deus abandona a mentira e busca a lei do Senhor (Salmo 119:163).
f)                  Da mesma maneira que Deus aborrece a mentira, a pessoa justa também a aborrece (Provérbios 13:5).
II) Mãos que derramam sangue inocente
a)                 Deus sempre detestava a violência “violar” dos homens; há homens capazes de violar a própria filha. Em Génesis 6:13, a violência é citada como motivo para a destruição dos homens no dilúvio.
b)                 Em Provérbios 24:1-2, aprendemos que o servo de Deus deve procurar ficar longe dos violentos: "Não tenhas inveja dos homens malignos, nem queiras estar com eles, porque o seu coração maquina violência, e os seus lábios falam para o mal."
c)                  Poucos anos antes de usar a Babilónia para destruir a cidade de Jerusalém, Deus explicou seus motivos para esse castigo. Ele citou, entre os erros “pecados” do povo, a terra cheia de violência (Ezequiel 8:17).
d)                 Na nossa sociedade, a violência descontrolada é lamentável. Enquanto políticos prometem segurança nas ruas, a verdadeira solução será outra. Pais precisam ensinar seus filhos e cristãos precisam ensinar um aos outros sobre a necessidade de agir pacificamente num mundo repleto de crueldade. AMERICA, o nosso próprio país. Quando Deus falou de derramar sangue inocente, ele ajuntou a violência e a injustiça. Deus é perfeitamente justo, e qualquer injustiça é uma rejeição do carácter dele (Deuteronômio 32:4).
e)                  A pessoa que condena o justo ou justifica o ímpio mostra injustiça e é abominável para o Senhor (Provérbios 17:15; 18:5).
f)                  Para evitar tal injustiça, devemos lembrar do conselho do sábio em Provérbios 18:17 — "O que começa o pleito parece justo, até que vem o outro e o examina."
g)                 O homem justo procura ouvir ambas as partes antes de julgar. Jesus disse: "Não julgueis segundo a aparência, e sim pela recta justiça" (João 7:24).
IV) Coração que trama projectos iníquos
a)                  Os ímpios tramam contra os justos. Há tanta injustiça no mundo que pessoas boas ficam desesperadas. Mas, este quadro será invertido. Salmo 37:12-17 diz: "Trama o ímpio contra o justo e contra ele range os dentes. Rir-se-á dele o Senhor, pois vê estar-se aproximando o seu dia. Os ímpios arrancam da espada e distendem o arco para abater o pobre e necessitado, para matar os que trilham o recto caminho. A sua espada, porém, lhes trespassará o próprio coração, e os seus arcos serão despedaçados. Mais vale o pouco do justo que a abundância de muitos ímpios. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas os justos, o Senhor os sustém."
b)                 Para entender melhor a atitude de Deus sobre o "coração que trama projectos iníquos", leia Salmo 50:16-23. Este trecho mostra que até pessoas que dizem ser servos do Senhor e até as que ensinam a palavra de Deus podem ser culpadas desse pecado. Não adianta pregar a palavra de Deus e usar a mesma boca para difamar irmãos. Não deve condenar os ladrões e adúlteros com a boca enquanto participa dos mesmos pecados.(TG 4:11) "Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz."
V) Pés que se apressam a correr para o mal
a)                 Deus criou o homem para servi-lo. Devemos dedicar nossos corpos como sacrifícios vivos para fazer a vontade do nosso Criador e Redentor (Romanos 12:1-2).
b)                 Nessa lista de coisas que Deus aborrece, os primeiros cinco itens descrevem partes do corpo (olhos, língua, mãos, coração e pés). O pecado é como hímen que atrai os ímpios. Quando a pessoa cede à tentação e corre para o pecado, ela é rejeitada por Deus (Salmo 34:16).
c)                  Salomão nos adverte sobre o perigo de entrar no caminho dos malfeitores: "Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; guarda das suas veredas os pés; porque os seus pés correm para o mal e se apressam a derramar sangue" (Pv 1:15-16).
d)                 O verdadeiro discípulo tem que aborrecer o mal e ser amigo do bem (Provérbios 8:13; Tito 1:8).
e)                  Esses conceitos exigem um novo modo de pensar. Deus não pede meramente que não pratiquemos o mal, mas que o aborreçamos. Ele não quer apenas que façamos o bem, mas que o consideremos nosso melhor amigo. Que desafio!
VI) Testemunha falsa que profere mentiras
a)                 Duas vezes nessa lista de sete itens, Deus inclui a mentira. Não podemos exagerar a gravidade desse pecado. Deus é a verdade, e a mentira não vem dele            (Jo 8:44).
b)                 Todo o mentiroso faz a obra do diabo, toda a mentira é pecado. I Jo 3:8
c)                  A pessoas que até se desbocam em mentiras. Pv 14:5,25
d)                 Esta separa os grandes amigos
e)                   Mentiras não são brincadeiras. Temos que aprender falar a verdade sempre e exclusivamente (Efésios 4:25).
f)                  Jesus ensinou. Mt 5:37; Tg 5:12
VII) O que semeia contendas entre irmãos
a)                 Mais uma vez, encontramos nessa lista um pecado que envolve, principalmente, o uso errado da língua. Contendas são obras de maldizentes. "Sem lenha, o fogo se apaga; e, não havendo maldizente, cessa a contenda"(Provérbios 26:20).
b)                  Há, infelizmente, pessoas neste mundo que se ocupam falando mal dos outros e semeando contendas. Deus detesta tal comportamento. Em Romanos 1:29,
c)                  Ele inclui contendas entre os piores dos pecados. Contendas “intrigas” separam os maiores amigos. Pv 16:28
d)                 A soberba é uma das fontes das contendas que dividem irmãos. Provérbios 13:10 diz: "Da soberba só resulta a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria." Provérbios 17:19 afirma o mesmo facto: "O que ama a contenda ama o pecado; o que faz alta a sua porta facilita a própria queda."
e)                  Contendas são fáceis a começar e difíceis a terminar. Como um pequeno buraco numa barragem facilmente sai do controle da pessoa que o fez, uma pequena contenda cresce de tal maneira que ninguém consegue freá-la. "Como o abrir_se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas" (Provérbios 17:14). A melhor maneira de resolver uma briga é não começá-la.
Conclusão
Durante mais de 20 anos de casamento, eu tenho aprendido uma coisa importante: quando amamos uma pessoa, procuramos evitar as coisas que ela não gosta. Quando Deus diz que detesta essas sete coisas, está dizendo que as pessoas que o amam farão tudo para tirar todos esses pecados da própria vida. Que Deus nos ajude a viver livres das coisas que ele abomina.
 
Data: 2003-11-20
Local:
Resultados:
Pregador: José de Matos
publicado por PASTOR MATOS às 00:14
link do post | comentar | favorito
|

A BONDADE MAL INTERPRETADA

 

A BONDADE MAL INTERPRETADA
I Cr 19:1-6
A história relatada neste capítulo de I Crónicas refere-se a um lamentável incidente diplomático que envolveu Davi e a casa real dos amonitas, representada pelo rei Hanum, sucessor de seu pai, Naás, que havia morrido.   Conforme lemos no primeiro verso, Davi mantivera boas relações diplomáticas com Naás e por isso sentiu-se na obrigação de expressar suas condolências ao novo rei. Davi não sabia das implicações que seu gesto de amizade lhe trariam.   Tal história é um alerta para nós, acerca de problemas a que estamos sujeitos em nossos relacionamentos.
I)                  A DESCENDENCIA DESTE POVO
 
a)                 Este povo, os amonitas, descendeu de Ló, sobrinho de Abraão.  De acordo com Gn 19:38, a filha mais nova de Ló gerou Bem-Ami, o pai dos amonitas. Portanto, era um povo aparentado dos israelitas, sendo que o próprio Deus instruiu Moisés a não praticar nenhuma hostilidade tanto para com os moabitas (também descendentes de Ló), quanto para com os amonitas: (Dt 2:17-19).
b)                 Posteriormente, o Senhor estabeleceu que nenhum amonita ou moabita, ou qualquer de seus descendentes poderia fazer parte da assembléia do Senhor, até a décima geração.  De acordo com Dt 23:3,4
c)                  A razão desta exclusão foi a atitude que estes povos tiveram quando seus “irmãos” israelitas quiseram passar por seus territórios, após o Êxodo, e também pela contratação do profeta Balaão com a finalidade de amaldiçoar a Israel. Nm. cap. 22-24
d)                  Isto é um alerta para todos nós, como o Deus Bondoso requer de nós bondade e como a falta de generosidade impede bênçãos. Rm 12:14; Mt 5:44; Lc 6:28; At 7:60
e)                   O Senhor Jesus declarou que até um copo de água fria dado a um de seus discípulos será levado em conta pelo Senhor (Mt 10:42).
 
II)               DAVID UM HOMEM DIPLOMATA E SENSIVEL I Cr 19:1-5
 
a)                 Pois o texto bíblico conta que Davi resolveu agir com bondade para com o novo rei amonita e mandou uma delegação para transmitir a Hanum seu pesar pela morte do pai (v. 1). 
b)                 Não há dúvida de que o gesto de Davi era totalmente nobre. Rm 12:15
c)                  O supremo exemplo, Cristo Jo 11:35; Gn 50:21; I Cr 7:22
d)                  A maneira como Hanum respondeu a acção de Davi nos alerta para o facto de que por vezes poderemos colher frutos semelhantes.  Quem sabe você acabe por até se identificar com Hanum, é bem possível que você, em algum momento de sua vida tenha agido de forma semelhante e que hoje seja tocado a rever seus actos e restaurar relacionamentos
 
III)             Conselhos ímpios, palavras diabólicas. I Cr 19:3-5
 
a)                 Humilhação, Co 15:33 Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes, hábitos, conselheiros da iniquidade, amonitas expressaram palavras cheias de maldade ao rei e contaminaram seu coração com relação a Davi: I Cr 19:3.
b)                 Há pessoas que enxergam tudo com maldade, É como se usassem um par de óculos infernais que lhes fazem entender tudo sob uma visão maliciosa. Sobre isto, Paulo escreveu a Tito: Tt 1:15,16. Desconheciam o verdadeiro carácter moral de Deus, a pureza interior e a justiça exterior de Deus, Paulo ressalta que se a pessoa é moralmente pura, todas as coisas são "puras". Mt 6:22,23
c)                  1.16 CONFESSAM... MAS NEGAM-NO. Uma das maiores abominações aos olhos de Deus é professar a fé em Cristo e na esperança da vida eterna (v. 2) e, ao mesmo tempo, viver em desobediência a Ele e à sua Palavra Lc 6.46; Jo 14.12; 15.10-14; I Jo 2.4
d)                 O que os conselheiros de Hanum fizeram foi semear contenda entre ele e Davi.  Este tipo de papel é apontado pelo Senhor como algo odiável e detestável: o semear discórdia entre irmãos (Pv 6:19).  No mesmo capítulo e Provérbios, há uma referência a este tipo de pessoa perversa: Pv 6:12-14.  Você não pode estar aberto a receber influência de pessoas assim! Mais do que isto, se recuse a ter qualquer semelhança com este tipo de gente. Até porque o verso seguinte descreve a desgraça que certamente vem como recompensa: Por isso a desgraça se abaterá repentinamente sobre ele; de um golpe será destruído, irremediavelmente. (Pv 6:15).
 
IV)            Recebendo o mal como paga a sua bondade.
 
a)                 De acordo com I Cr 19:4, o rei amonita tratou de “humilhar profundamente” a comitiva de Davi – e por conseguinte ao próprio rei de Israel: Zc 2:8 raspou-lhes a barba, cortou suas roupas, deixando-lhes as nádegas expostas e os expulsou. Como reagir diante de tanta afronta?   Pagando na mesma moeda?
b)                 A Palavra do Senhor nos ensina a não pagarmos o mal com mal – você sabe quanto isto é difícil! Por exemplo, em Romanos temos uma série de mandamentos com relação a não retribuir o mal: Rm 12:14-21.
c)                  Jesus o supremo conselheiro nos aconselha Mt 5:43,44
 
V)               Se em resposta ao seu bem, ele se faz seu inimigo... 
 
a)                 A narrativa bíblica sobre a ingratidão dos amonitas não para por aqui.  Hanum contratou mercenários que se aliaram a seu exército para atacar Israel: gastaram 35 toneladas de prata para ter tropas estrangeiras ao lado deles, sendo que somente de carros de guerra, eram trinta e dois mil! I Cr 19:6.
b)                 No verso 14, somos informados que tanto os amonitas como os arameus contratados, fugiram de Israel. Uma segunda investida ocorreu, tendo sido contratados outros soldados para enfrentarem Israel. Os versos 17-19 descrevem a vitória completa de Davi e de Israel frente a seus inimigos.  Agindo com bondade e confiança no Senhor, Deus sempre agirá em seu favor, como agiu em favor de Davi e de Israel.
c)                  Caso você tenha agido como os conselheiros de Hanum, proferindo palavras maliciosas, contaminando corações de irmãos e patrocinando guerras ao invés de ser pacificador, o Espírito Santo agirá em seu coração agora e o levará a quebrantar-se.   Hoje é um tempo de cura para você.   Quem sabe você se deixou levar e pagou a alguém com mal o bem que esta pessoa lhe fez. Pois hoje o Senhor o levará a restaurar seus relacionamentos.
CONCLUSÃO
I)                   A DESCENDENCIA DESTE POVO
II)                DAVID UM HOMEM DIPLOMATA E SENSIVEL I Cr 19:1-5
III)             Conselhos ímpios, palavras diabólicas. I Cr 19:3-5
IV)             Recebendo o mal como paga a sua bondade.
V)                Se em resposta ao seu bem, ele se faz seu inimigo...
APELO
PREZADO IRº E AMIGO, SE DEUS TEM FALADO CONSIGO, MUDE AS SUAS ATITUDES PARA COM O SEU SEMELHANTE.
DVA
 
 
 
publicado por PASTOR MATOS às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A PRÁTICA DO PERDÃO

. DIA FESTIVO

. Características do Cidadã...

. AS OITO BEM-AVENTURANÇAS

. EVIDÊNCIAS DA RESSURREIÇÃ...

. A CONFISSÃO DE PEDRO

. A IDOLATRIA

. O PERDÃO

. Coisas que Deus aborrece

. A BONDADE MAL INTERPRETAD...

.arquivos

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds